3 razões para considerar o colaborador como o ativo mais importante do seu negócio

Dimensoes Blog 3 Motivos - contabilità.sig | Soluções Inteligentes em Gestão

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Considerar o seu colaborador como o ativo mais importante do seu negócio não é piegas ou um discurso superficial.
É sobre focar na estratégia e na rentabilidade do seu negócio.
A mentalidade de considerar o colaborador como o ativo mais importante do seu negócio pode potencializar resultados que, num primeiro momento, passam a impressão de não terem ligação direta, como a rentabilidade do negócio e o diferencial competitivo em relação aos concorrentes.

Para quebrar esse paradigma, vamos te apresentar 3 razões para colocar o colaborador no centro do seu negócio.

1 – Melhorar a experiência do seu cliente

O Presidente Emérito do Conselho da Starbucks, Howard Schultz, que foi um dos principais responsáveis pelo sucesso e crescimento da rede de cafeterias tem uma fala que mostra perfeitamente como essa mentalidade pode contribuir para um sucesso maior na hora de atender o cliente.

Schultz dizia que para que o Starbucks conseguisse promover uma experiência transformadora e única para os seus clientes, ele primeiro proporciona uma experiência incrível para o seu colaborador.

Afinal, independente de qual stakeholder a empresa tenha contato, quem se transforma no “rosto” do negócio é o funcionário. Por isso, colocar o cliente interno no centro faz com que ele fique mais satisfeito e por consequência dê o melhor de si para o cliente, o fornecedor e todos os outros agentes que estão em volta do negócio.

Quando falamos de produtividade, uma pesquisa da consultoria Hay Group juntamente com o WorldatWork, mostra que os colaboradores satisfeitos tem resultados 55% mais efetivos, permanecem 2x mais tempo na empresa e entregam um serviço 42% melhor para o cliente.

Ou seja, está comprovado em números e com cases de sucesso o potencial de rentabilizar ainda mais a sua empresa, se você considerar o seu colaborador como o ativo mais importante do seu negócio.

2 – Diminuir gastos com contratações e promoções mal feitas

Contratar mais pessoas pode ser ao mesmo tempo uma grande alegria e um pesadelo quando esse processo não está bem definido e alinhado com a cultura organizacional.

Caso uma contratação seja feita de forma errada, a empresa perde não só o tempo investido para treinar a pessoa, mas também o dinheiro. Porque provavelmente isso irá atrasar a entrega dos resultados que foram planejados, já que um outro candidato ou candidata terá que passar pelo mesmo processo que o anterior.

Podendo causar um gargalo na operação, e até sobrecarregar as pessoas que já estão produzindo muito dentro da empresa, existindo até a chance de desmotivá-los.

Já quando se fala de promoção a situação é parecida. Existe aquela máxima: “promoção errada, demissão certa”. Um exemplo bem comum dessa situação acontece em uma operação que envolve vendas.

A empresa decide promover o seu melhor consultor para supervisor ou gerente do setor, só que essa pessoa nem sempre tem as habilidades desenvolvidas de liderança e gestão necessárias e por isso ele acaba deixando de ter uma alta performance nas vendas e se torna um gestor mediano.

Uma decisão que acarreta uma perda dupla: A sua melhor ponta de conversão de clientes e um possível problema de satisfação das pessoas que estão envolvidas e também desse novo líder que se frustra por não ter a capacidade necessária.

3 – Transformar a cultura do seu negócio no único diferencial impossível de ser copiado

O seu concorrente, se quiser, consegue copiar praticamente tudo do seu negócio. Seja a tecnologia, o preço, os processos e até o seu produto/serviço.

A única coisa que é impossível de copiar são as pessoas que executam esses processos, que fazem o seu atendimento, ou que lideram a sua iniciativa.

Por isso, se você cria e reforça uma cultura intencional dentro da sua empresa, acaba criando um mecanismo de defesa que te diferencia em relação aos outros atores do seu mercado.

Segundo a Humanizadas (2019), startup de pesquisa de mercado brasileira, as empresas que possuem uma cultura mais consciente e de cuidado dos colaboradores, têm clientes e colaboradores 200% mais satisfeitos.

Nessa perspectiva, mesmo que o seu concorrente tente copiar as suas práticas de cultura, o resultado será diferente, porque a cultura organizacional é formada pelo nível de consciência coletivo das pessoas que estão inseridas nela. Portanto, se as pessoas são diferentes, as crenças, hábitos, princípios e valores também serão.

No III contaR, nós vamos te mostrar quais ferramentas você pode usar para começar a considerar o colaborador como o ativo mais importante do seu negócio.

O evento acontecerá no Via Café Garden Shopping, no dia 16/09, das 9 às 12h.

Para se inscrever, basta acessar o link:

https://www.sympla.com.br/iii-contar—rh-alem-do-operacional__1324348

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recommended
Muitas vezes o Planejamento Tributário é visto somente como uma…
Cresta Posts Box by CP